Apresentação

O Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil se consolidou ao longo dos anos como uma plataforma diversificada e múltipla voltada para a difusão, o fomento e a reflexão em torno da produção artística do Sul global, que compreende América Latina, Caribe, África, Oriente Médio, Oceania e alguns países da Europa e da Ásia. Mudanças geopolíticas significativas vêm acontecendo, redimensionando intensamente as noções de Norte e Sul. Mesmo assim, é possível identificar a necessidade de atuar em prol de um campo artístico e cultural de regiões que ainda precisam inventar novas formas de circulação e visibilidade.

Criado em 1983 por Solange Farkas, sua curadora geral desde então, o Festival passou a ser realizado em parceria com o Sesc São Paulo em 1992, o que possibilitou a sua expansão e internacionalização. Foi nesse momento que a curadoria do Festival definiu seu foco em torno do Sul Geopolítico, assumindo esse recorte como condição para a seleção de artistas e passando a tratar seus contextos diversos e complexos.

Em sua 19ª edição, que acontece de 6 de outubro a 6 de dezembro de 2015, em São Paulo, Brasil, o Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil radicaliza sua proposta e transforma Panoramas do Sul no corpo central de toda a sua programação. O Sul global e suas múltiplas questões – que dizem respeito a diásporas, identidades híbridas, trânsito migratório e viagens, narrativas pessoais, memórias, isolamento, tecido social e insularidade – foram inspirações e parâmetros da Comissão Curadora para a seleção de obras e projetos, passando a direcionar também os eixos curatoriais de todas as exposições, programas públicos e publicações do Festival.

Os curadores Bernardo José de Souza (Rio Grande do Sul, Brasil/ vive e trabalha no Rio de Janeiro), Bitu Cassundé (Ceará, Brasil/ vive e trabalha em Fortaleza), João Laia (Lisboa, Portugal/ vive e trabalha em Londres) e Júlia Rebouças (Sergipe, Brasil/ vive e trabalha em Belo Horizonte), trabalham nesta edição sob a orientação de Solange Farkas (Bahia, Brasil/ vive e trabalha em São Paulo), curadora geral do Festival e diretora da Associação Cultural Videobrasil, que assina com o Sesc São Paulo a correalização do Festival.

Ao todo, 62 artistas e grupos de 27 países participam das três exposições do 19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil | Panoramas do Sul, cinco deles como artistas convidados e 57 selecionados por meio de duas convocatórias públicas (uma de obras e outra de projetos comissionados pelo Festival, novidade desta edição). As exposições dos artistas convidados e selecionados pelo edital de obras acontecem no Sesc Pompeia, principal sede das últimas edições do Festival. Já o Galpão VB, novo espaço da Associação Cultural Videobrasil, recebe a exposição de projetos comissionados. Além dessas mostras, a programação do Festival é composta por programas de filmes, performances, cerimônia de premiação, atividades dos programas públicos (encontros e conversas, seminários e oficinas), ações educativas e lançamento de publicações.

No mesmo período, é inaugurada a exposição paralela Quem Nasce Pra Aventura Não Toma Outro Rumo – Obras do Acervo Videobrasil, com curadoria de Diego Matos, coordenador de arquivo e pesquisa do Videobrasil, reunindo uma seleção de obras do Acervo Videobrasil que ecoa reflexões levantadas pelo 19º Festival.